Não conheci Thais Aux como “a tradutora”, mas como “a manager” de um dos melhores sites de fandom brasileiros o Doctor Who Brasil junto com o seu marido Fred Pavão. Eles desde 2011 levam conteúdo amplo e variado sobre a série “mais britânica de todas as séries britânicas”, ainda quero falar dessa série aqui no blog, mas o foco hoje é o trabalho da Thais como tradutora.

Graduada e pós-graduada em Comunicação Social. Thais já trabalhou na Editora Abril com os produtos licenciados da Disney, como jornalista na Revista Atrevida da Editora Escala e hoje é colaboradora na tradução de quadrinhos da Editora Panini onde já fez Mortal Kombat X, DC’s Super Hero Girls, Hora da Aventura e diversos títulos da linha Star Wars entre outros materiais.

A série ENTREVISTA aqui do blog tem como objetivo conhecer mais do trabalho de pessoas com ligadas à área de Quadrinhos e Design Editorial. Se liga em quem já passou por aqui:

  • Entrevista #1 | Marina Avila (Editora Wish)
  • Entrevista #2 | Rossana Di Munno (Editora Borogodó)

 

Quem é Thais Aux Pavão?

Ex-designer, jornalista, tradutora, nerd, curiosa.

O Mundo Mágico de J.K. Rowling : A Magia do Cinema | Fonte: Panini (Divulgação)

Como você entrou nesse universo de tradução?

Eu me formei em publicidade, e trabalhava como designer na Editora Abril, quando descobriram que eu falava inglês e escrevia bem. Acabei fazendo pós em jornalismo e comecei meus primeiros trabalhos de tradução lá mesmo. 3) Qual foi a sua porta de entrada no universo das HQs? A primeira HQ que eu traduzi foi a do Mortal Kombat, e em seguida entrei para fazer Star Wars, ambas da Panini. Eu já tinha vários outros trabalhos de tradução e de jornalismo até então. Porque uma coisa é saber traduzir, mas mais importante ainda é saber escrever.

Como os projetos chegam na sua mão?

O editor me passa os trabalhos e o deadline. É importante frisar que não chega nenhum projeto no meu colo. Se você quer traduzir para uma editora, tem que se apresentar, até eles te mandarem um teste, para daí então você começar a traduzir pra eles.

DC Super Hero Girls | Fonte: Panini Comics (Divulgação)

Quais foram os seus trabalhos mais marcantes. Não apenas nas HQs?

Apesar de ser conhecida como tradutora, sinto falta dos tempos em que trabalhava em redação, escrevendo matérias de entretenimento, realizado coberturas de eventos, cabines de imprensa, entrevista, etc.

Como você observa hoje o mercado de tradução?

É um mercado fechado. É difícil começar, mas há pessoas dispostas a ajudar. Na área técnica, há espaço para crescimento. Já na literária, que é a menina dos olhos de muita gente, é mais difícil, ainda mais considerando o cenário de hoje, com poucos leitores, crise, etc.

Mortal Kombat X: Laços de Sangue e Deuses de Sangue | Fonte: Guia dos Quadrinhos/Panini (Divulgação)

Divide com a gente um fato que te marcou e influencia de alguma forma a sua carreira.

Fui fazer publicidade pois queria trabalhar com arte. Mas logo na minha segunda experiência profissional, descobriram que eu escrevia bem — e era só por hobby — e no fim, acabei indo trabalhar com texto. Eu sempre fui boa nisso, e às vezes a gente não consegue perceber o óbvio.

Hora da Aventura: Edição Matemática | Fonte: Guia dos Quadrinhos/Panini (Divulgação)

Quais são os seus projetos para o futuro?

Escrever algo autoral. Ainda estou decidindo se será livro ou história em quadrinhos.

Você poderia dar algumas dicas para quem deseja traduzir quadrinhos no Brasil hoje?

Leia quadrinhos, leia livros, leia ficção, entenda o universo das HQs, vá além de Marvel e DC (e jamais entre na briga Marvel X DC, pois ambas têm seus méritos). Conheça outras editoras, como Valiant, Dynamite, Vertigo, Titan. Leia quadrinhos nacionais. Leia o Urban Dictionary. Aprenda a escrever bem. Não traduza ao pé da letra. E acima de tudo, seja curioso, procure informações, enfim, quanto maior seu repertório, mais portas se abrirão pra você.

Star Wars | Fonte: Guia dos Quadrinhos/Panini (Divulgação)

 


Você pode encontrar o trabalho da Thais

Blog | Twitter | Doctor Who Brasil | Drama Fever


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *